sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Conteúdo na Rede Parte 1




É hábito comum nosso buscar conteúdo na rede hoje em dia. Pesquisas, compras, relacionamento, a internet é parte da vida moderna. Li em um estudo (pesquisando na rede, é claro) que os adultos gastam 5.6 horas por dia conectados, e mais de 50% desse tempo de internet é gasto no celular!

Sim, os smartphones, aqueles equipamentos cujas facilidades aumentaram a loucura das nossas vidas.

Eu fui a última da minha família a usar internet pelo telefone. Minha mãe estava usando, minha filha já sabia o que apertar e ver, e eu continuava com o meu aparelhozinho desconectado, ainda fazendo ligações e, no máximo, recebendo SMS. Mas há alguns meses, eu também me rendi. E ainda não consegui avaliar o que realmente mudou (pra melhor) na minha vida com esse novo comportamento.

Tenho muito resistência com conteúdos na internet. Tem porcaria demais!

Nos meus primeiros trabalhos com a famosa Web 2.0, iniciei junto ao um grupo um programa em Educação Corporativa onde criamos redes de relacionamento entres os funcionários, corpo diretivo e público em geral. Foi inovador e muito rico.

Uma das coisas que não esqueço dessa experiência foram as palestras do webdesigner que promovia e fomentava as discussões sobre as redes, ensinando e incentivando as pessoas a participarem. Ele mostrava cases de sucesso na internet e um desses exemplos era o blog da Bruna Surfistinha. Outro era uma comunidade no falecido Orkut sobre o cheiro da Melissinha. Eu pensava comigo “hein?”


Pergunta da semana: como você avalia o conteúdo que encontra na internet?

Um comentário:

Ricardo Christiano disse...

Acredito que a opções oferecidas pela internet são incríveis, mas pela facilidade no acesso tem se tornado algo massante, vai ser muito importante aprendermos a usar com inteligência essa ferramenta incrível.